Pesquisa: “Estudo de Tempos – Importação”

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Você sabe quanto tempo leva para importar uma mercadoria no Brasil? Sabe quais etapas apresentam maior morosidade ou o que está sendo desenvolvido para resolver os principais gargalos? Estas e outras perguntas foram respondidas em uma pesquisa desenvolvida pela Receita Federal, em parceria com SECEX, ANVISA e MAPA.  Denominado “Estudo de Tempos – Importação”, o levantamento será apresentado oficialmente na próxima terça-feira.

A Iniciativa visa trazer mais transparência nas informações relativas ao comércio exterior e engajar os atores em busca de melhorias.

A pesquisa é uma medida prevista no Acordo de Facilitação de Comércio (AFC) da Organização Mundial do Comércio (OMC). A metodologia empregada foi Time Release Study (TRS). Ela é aplicada para a medição de eficiência operacional dos procedimentos conduzidos pela Aduana, órgãos anuentes e intervenientes do setor. Esta metodologia envolve processos de importação, exportação e o trânsito de mercadorias.

O TRS objetiva apurar os tempos para liberação de mercadorias, desde a chegada até a efetiva saída da área sob controle aduaneiro. Com base nas informações, ele aponta possíveis medidas corretivas e de aprimoramento de performance dos participantes. Essa é a primeira pesquisa do gênero realizada no país, segundo a RFB, representando um marco na Administração Aduaneira Brasileira. Abaixo listamos o link da Receita Federal com todas as informações sobre o evento online que apresentará o resultado desta pesquisa.

Agenda do evento: https://bit.ly/2BxabbQ

Fonte: Receita Federal (https://bit.ly/3dwpcry).

Deixe seu comentário